Implantação das CSA da APROSPERA

Objetivo Geral

Realizar consultoria técnica para a implantação da Comunidade que Sustenta a Agricultura da APROSPERA. Espera-se fortalecer o grupo de agricultores em transição agroecológica do Alto São Bartolomeu no Distrito Federal, favorecendo sua capacidade de organização, comercialização e produção.

 Público alvo

  • Diretamente: 15 agricultores familiares do Núcleo Rural Pipiripau, Núcleo Rural Taquara e Assentamento Rural Oziel Alves III.
  • Indiretamente: outros agricultores e técnicos da região e do DF e entorno que visitarem as propriedades (Unidades Demonstrativas).

Período de realização:  maio a dezembro de 2016

Etapas do trabalho:

O trabalho da Matres contemplou cinco principais frentes de atuação: Preparação Metodológica, Planejamento Participativo da CSA, Articulação de Coagricultores, Implantação e Avaliação.

 

Abordagem metodológica

O trabalho foi realizado de forma participativa, aliando técnicas de facilitação, com abordagens didáticas integradoras e a pedagogia da libertação.  Compreendemos os agricultores e agricultoras familiares como protagonistas de sua transformação social.  A Matres foi uma facilitadora para a compreensão sobre o que é CSA,  diálogos sobre capacidade e organização produtiva e social do grupo.

Nossa equipe no projeto

A equipe da Matres foi composta por profissionais que fazem parte do movimento de CSA no Distrito Federal:

Coordenação, consultoria técnica e facilitação:  Andrea Zimmermann e Renata Navega

Consultores:   Wagner Soares, Fernanda Maschietto e Louise Amand

Apoio: Lorenna Ramalho

Instituições contratantes: Sebrae/DF e APROSPERA – Associação de Produtores Agroecológicos do Alto São Bartolomeu

 

 

 

 

 

Abrangência: Regional

Resultados alcançados:

  • 22 agricultores e agricultoras familiares participaram do Curso Básico em CSA;
  • 8 novas Comunidades que Sustentam a Agricultura formadas no DF;
  • Mobilização de mais de 120 famílias de Brasília para participação nas CSA como coagricultoras;
  • Fortalecimento da segurança financeira e emocional dos agricultores e agricultoras da APROSPERA;
  • Ampliação do movimento de economia solidária no Distrito Federal.